PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Neste verão, faça detox digital e aproveite a natureza de forma consciente

Karina Oliani

24/12/2019 04h00

É maravilhoso se jogar em aventuras mundo afora.

Mas também é incrível poder fazer isso pertinho de casa.

Ilhabela é um dos destinos mais procurados do litoral de São Paulo. E nesta ilha existe um refúgio ainda mais especial que eu adoro: a praia do Bonete. O acesso a essa praia só é feito de barco, com as tradicionais canoas "boneteiras", ou por uma trilha de 12 km pelo Parque Estadual de Ilhabela.

Crédito: Karina Oliani

Chegar de barco é uma experiência única já que essa região da costa de Ilhabela tem uma beleza intocada. Mas em dias de mar bravo, a única opção é realmente a trilha. Ela começa na Ponte Sepituba, no extremo sul da ilha, e é importante saber que pode ser um pouco cansativa para quem não está acostumado com esse tipo de hiking (chegando a durar até 6 horas). Então, se você não estiver acostumado com essa atividade, recomendo você a levar um guia, apesar de toda trilha ser muito bem sinalizada.

Passar por cachoeiras como a da Laje e a do Areado com certeza já faz valer a aventura. Essa trilha valeria a pena só pelo ar puro e pela delicadeza dos detalhes de mata atlântica virgem, mas caso você possa passar alguns dias na praia do Bonete, vai concordar comigo que é uma praia que merece que você gaste o seu tempo lá. E, ao final da trilha, foi exatamente o que fiz. Entre as opções de hospedagem, fiquei três noites na Pousada Canto Bravo, que absolutamente me encantou.

Localização da Pousada Canto Bravo, na praia do Bonete

Primeiramente, porque minha conexão com a natureza resulta em um olhar crítico para a forma como lidamos com práticas sustentáveis. E foi boa parte por este motivo que a Canto Bravo me conquistou. Também porque todos os detalhes na pousada são criados para que seja um espaço ecologicamente saudável. Da geração de energia – fornecida por três grandes placas solares -, até a garrafas de plástico, que foram abolidas dos quartos e substituídas por um lindo cantil de vidro. Existe essa preocupação com todos os processos de consumo, inclusive com o descarte correto de resíduos orgânicos para compostagem e com a destinação do lixo reciclável.

A pousada cultiva uma horta com parte dos alimentos que são servidos no restaurante. Foi uma delícia experimentar a caipirinha especial, feita com folhas de tangerina e gengibre. Após a minha escolha, o barman colheu as folhas frescas de tangerina em uma árvore da pousada e preparou a melhor caipirinha de cachaça que já degustei. O restaurante, assim como todo o resto da pousada, à noite fica todo iluminado à luz de velas, dá um charme especial à decoração rústica e de extremo bom gosto da Canto Bravo. Obedecendo a boa e tradicional culinária caiçara serve o arroz boneteiro, um risoto de dar água na boca à base de frutos do mar, que são responsavelmente adquiridos de pescadores locais, o que contribui com o crescimento da economia da comunidade. Mas eu optei pelas opções vegetarianas.

Crédito: Karina Oliani

A proposta da pousada é se desconectar para se conectar. Lá não tem sinal de telefone ou internet, então aproveitei para estar presente e recarregar as energias nesses dias.

Pedi algumas dicas para André Queiroz, dono da pousada, que conhece a região melhor do que ninguém.

Ele me recomendou um passeio de barco que saiu da praia do Bonete e foi até o Farol do Boi, é um lugar incrível para fazer fotos, mas o mar tem que estar calmo. Na volta mergulhamos na Toca e terminamos o passeio na praia paradisíaca de Indaiaúba, onde o único acesso é de barco, como fizemos, ou por uma trilha que fica a cerca de 2 horas saindo da praia do Bonete.

No dia seguinte o mar subiu, o vento terral entrou e as esquerdas (ondas) estavam perfeitas. Não preciso nem dizer que me perdi nas horas que passei surfando, mas também, para quem curte, a pousada oferece caiaques e prancha de stand-up.

Por fim, minhas dicas para esse verão são:

  1. Procure estar realmente presente e faça uma desintoxicação digital, se puder.
  2. Aproveite a natureza de forma consciente e sustentável.
  3. E se você ainda não conhece, vá para a praia do Bonete e depois pode me agradecer.

Até semana que vem!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre a Autora

Karina Oliani é médica, especialista em sobrevivência e fã de treinamento, nutrição e esportes de aventura. Já escalou o Everest duas vezes e foi a primeira mulher sul-americana a subir a montanha mais alto do mundo por suas duas faces. Também é bicampeã brasileira de wakeboard e snowboard, além de ter encarado aventuras como atravessar um vulcão em atividade, caçar tornados e a Aurora Boreal. Entende de treinamento físico e de nutrição esportiva.

Sobre o Blog

Aqui, Karina Oliani vai compartilhar todos os segredos de treino e alimentação para as aventuras que você quer viver: escalar, correr, nadar, voar. Além disso, com o passaporte recheado de carimbos, será uma ótima guia de viagens para destinos incríveis.

Karina Oliani